Depois de perder, por omissão, batalhas contra o avanço do coronavírus, governo Bolsonaro passa a brigar com os números da covid-19