Depois das alterações na Previdência, a equipe econômica aposta na Reforma Administrativa para evitar o estrangulamento das contas públicas. Pelo menos 80% dos cargos serão extintos.